terça-feira, 23 de maio de 2017

TAILÂNDIA: PILOTO RUI ÁGUAS NO CIRCUÍTO INTERNACIONAL DE BURIRAM"



Tenho paixão pelas corridas de automóveis e de motos. Gosto de ouvir o alto som dos motores de 500 e mais cavalos.
.
Gosto que me vem dos meus verdes anos e de quando familiarizado com o Circuito da Boavista na cidade do Porto. Sonhei, um dia, ter um um Volvo marreco, igual ao do Carlos Faustino, que deu show numa das provas realizadas no circuito da Boavista, no principio da década sessenta do século passado.
.
Anos depois vi o mesmo Carlos Faustino no circuíto de Luanda. Bem, o meu Volvo marreco 1600 CC viria anos depois na cidade da Beira! Um segunda mão, normal, sem extras.
.
Bom com a minha ambição, chamada Volvo marreco, muito fora de uso para entrar em competições, entrando nelas na cidade da Beira, junto aos famosos pilotos Freitas Costa (agente da Volvo e corria com um 1.800 CC, bem artilhado com quatro carboradores Weber), Adelino, Jacinto e José Augusto Serras Pires, Mancelos pai e filho, Luis Dias Deus e mais outros 4 que infelizmente, morreram juntos num acidente na recta da Munhava (Beira). Nunca ganhei nada, nem foi necessário, mas competir em provas de ralies e ficar, em último, também contava e fazia monte!
.
Há três anos, quando não se esperava, a 400 quilómetros de Banguecoque é inaugurado na pequena cidade Buriram um circuíto internacional https://en.wikipedia.org/wiki/Chang_International_Circuit onde podem competir na pista todos os tipos de automóveis, motos e de fómula 1.
.
Estive lá na inauguração, acreditado como homem da comunicação social. Desde há três anos já lá estive assistir a 8 competições e na estrada conduzindo cerca de 7.000 quilómetros.
.
Buriram que poucos conheciam foi colocada no mapa da Tailândia graças à inteligência do empreendedor senhor Newin Chidchob que desenvolveu a cidade de Buriram, onde em pouco mais de três anos surgiram novos hoteis, estabelecidas grandes superfícies de retalho abertas colocando a cidade a bulir.
.
Dias 18,19,20 e 21 de Maio, estive mais uma vez em Buriram, onde felizmente, o preço dos hoteis é razoável e por pouco mais de 10 euros, a dormida, se hospeda o viajante confortavelmente.
.
O motivo da última vez foi pelo facto do piloto, internacional conhecido, Rui Águas https://www.driverdb.com/drivers/rui-aguas/ correr na prova Blancpain que englobava carros da Lamborghini e outras marcas, de competição onde se incluia os Ferraris, Mercedes, Audi e outros.
.
Um piloto português, o ano passado, subiu ao pódio, o Álvaro Valente. Agora numa das provas do Blancpain corria o Rui Águas, infelizmente, não efectuou a primeira volta e gorada a minha esperança (de que tudo indicava...) de ver o segundo português, no pódio, no Circuito Internacional de Buriram!

A seguir seguem imagens legendadas.


A máquina de Rui Águas um Ferrari puro sague na box sob o cuidado de um mecânico.


Estampado o nome Águas e a bandeira das quinas!


O Rui no "cockpit" e preparado para um treino livre classificativo


Em treino...


Rui ficou em 2º lugar para a partida de sua prova com a velocidade máxima de 251,1 quilómetros


O piloto português em excelente performance e seguro no conduzir o Ferrari...


Rui, depois do treino livre e classificativo regressa à box com o segundo lugar garantido na partida...


Máquina arrumada na box


Facultado ao público, durante meia hora, para visitar as boxes e tirar fotografias....


Mecânicos dão os últimos retoques ao Ferrari. Dentro de minutos vai rodar na pista...


Surge o Rui...


Olha a sua bomba...


Mecânicos colocam-na fora da boxe...


Aproveito a oportunidade de fotografar o cockpit onde a bandeira das quinas está.....


Rui coloca o capacete na cabeça....


Entra no cockpit...


Pronto para conduzir a máquina para a linha de partida....


Carros alinhados na linha de partida e dez minutos de espera para a partida. Rui sorridente conversa com amigos...


Durante os dez minutos a pista é franqueada ao público e para a batida de umas imagens...


Rui junto da sua "bomba" e prepara-se para se equipar novamente...faltam 3 minutos para a partida....


Coloca o protector dos dentes....


Olha o capacete......


Coloca o gorro de tecido de amianto para em caso de acidente e incêndio lhe proteger o rosto...


Rosto e pescoço protegido vai colocar o capacete....


Pronto para entrar no cockpit


Rui entra no cockpit....


Falta um minuto para acelerar....


Rui em prova que seria sol de pouca dura...


Rui foge, depois de 3 carros se tocarem para a protecção de areia ao lado da pista.... Não tinha completado uma volta...


Como se pode verificar o Ferrari do Rui está sem danos.....só que dali não pode sair e continuar a prova....


Um piloto foge da sua máquina....


Rui continua no Ferrári... receei algo onde se contava desprender-se do cockpit....


Outro piloto foge ao lado de um carro bastante danificado....


O 6 bateu na barreira dos pneus....


Um socorrista de pista corre para o carro do Rui Águas...


Abre-lhe a porta..


Os socorristas foram impecáveis e em poucos segundos chegaram aos carros envolvidos no acidente....


Rui fora do cockpit...


Sem uma beliscadura....


Rui fora do caro abre os braços a um seu rival...como que a dizer-lhe: vês o que fizeste?


O rival de braços em baixo.... como que: "coisas que acontecem..."


Difícil de advinhar palavras entre os dois... enquanto o socorrista lhe  indica sairem foram dali para lugar seguro....


Rui Águas em caminho seguro e espera que alguém o venha buscar....



Chega à barreira da pista.....


Olha para atrás em procura de vislumbrar  transporte....


Não aparece transporte nenhum....


Salta a barreira de aço





Apressadamente atravessa a pista onde já os bólides rodavam a alta velocidade em direcção à sua boxe...


A corrida continuou e para o Rui Águas e para mim terminou....


Os cinco carros envolvidos e fora da corrida designados acima.
Fotos e textos de José Martins